12 ditadores e loucos que embora não pareça, já foram crianças e se tornaram demônios quando adulto.

28 JUL 2016
28 de Julho de 2016
Todos começamos como crianças. Como alguém disse uma vez “…se por acaso alguém soubesse o futuro que aguardava uma criança e lhe dissesse que aquela pessoa iria se tornar totalmente má, se tornaria um ditador implacável que iria destruir milhões de vidas, será que você poderia matar aquela criança?”

No caso, esta frase se aplica às crianças que se tornariam mais tarde alguns dos homens mais malignos da história. De ditadores, assassinos em série, os homens mais malvados da humanidade começaram puros e inocentes, não sabiam muito mais sobre a vida. Aparentemente, mesmo depois de adultos continuaram não sabendo muito…

1. Bashar Al-Assad

O atual presidente da Síria também é tido como um dos homens mais malignos da história. Desde o início do mandato de Bashar Al-Assad, inúmeras pessoas na Síria têm sido mortas e torturadas por protestar a favor da reforma política e o restabelecimento dos direitos civis. Foi também em seu regime que a Guerra Civil da Síria ocorreu, na qual 10 cidadãos europeus foram torturados.

2. Joseph Stalin

O homem responsável pela morte de milhões de pessoas teve uma infância bastante dura. Fora o fato de ser uma criança bastante enferma, em cuja face percebia-se cicatrizes de varíola, ele teve um ferimento sério no braço esquerdo quando tinha 12 anos. Foi expulso da escola ao perder uma prova, tinha um pai violento, mas era um exímio escritor, tendo publicado anonimamente algumas poesias em sua lingua nativa, na imprensa local.

3. El Emperador Sh?wa (Hirohito)

Esta adorável criança se tornaria não só o 124° imperador do Japão mas também um dos homens mais malignos da história. Ao invés de exercer seus poderes de forma benevolente, ele fez o exato oposto. Foi durante seu domínio que ocorreu o Estupro de Nanking, na China, hoje conhecida como Nanjing. Seu exército cometeu terríveis crimes, pilhagens, incêndio criminoso, bem como a execução de inúmeros prisioneiros de guerra e civis inocentes. O número de mortos a ele atribuído chega a 300.000 pessoas.

4. Harry Truman

Claro, o Imperador Hirohito e o resto das potências do Eixo precisavam ser detidos. Contudo, o Japão já estava disposto a se render em Julho de 1945 com a única condição de que o Imperador não fosse julgado por crimes de guerra. Desta forma, não seria necessário bombardear Hiroshima e Nagasaki com bombas atômicas. Aparentemente, Truman ignorou a oferta e decidiu soltar as bombas, incinerando centenas de milhares de civis, incluindo crianças inocentes.

5. Pol Pot

Este é a  pessoa responsável pela morte de mais de 3 milhões de pessoas, dizimando cerca de 30% da população do Camboja. O totalitário ditador governou o Camboja de 1976 a 1979, matando prisioneiros políticos espancando-os até a morte, supostamente para economizar balas.

6. Dr. Josef Mengele

Chamado de “Anjo da Morte”, Dr. Josef Mengele conduziu os experimentos mais crueis e macabros em milhares de pessoas nos campos de concentração nazistas. Ele realizou toda sua pesquisa genética sem anestesia ou antisépticos, desconsiderando qualquer precauções quanto à segurança dos seus pacientes

.7. Adolf Hitler

Quando criança, este futuro ditador queria ser um padre, foi indicado para um Prêmio Nobel em 1939, era vegetariano e passou leis contra a crueldade com os animais. O primeiro amor de sua vida era uma garota judia, mas era tímido demais para conversar com ela. Afinal, o que poderia ter dado tão errado?

8. Osama Bin Laden

Outro rosto infame, Osama Bin Laden fundou a Al-Qaeda, a organização responsável pelos ataques do 11 de setembro. Ele era um garoto bastante rico e privilegiado, nascido em uma família abastada ligada à família real da Arábia Saudita. Foram suas devotas crenças religiosas que o levaram a se tornar um dos homens mais malignos da história.

9. Heinrich Himmler

Ele pode não ter sido um ditador, mas ele era um dos homens de confiança de Hitler. Heinrich Himmler era um dos líderes do nazismo, e estava encarregado dos abomináveis campos de concentração. Ele também formou os horríveis campos de extermínio, matando os detentos com gás venenoso, quando não os fazia passar fome e trabalhar até a morte. A história lhe credita cerca de 20 milhões de mortes, a maioria, poloneses e russos

10. Saddam Hussein

Outro garoto que jamais conheceu seu pai biológico, Saddam Hussein teve de lidar com a morte de seu irmão em uma idade bem precoce, assim como teve de ir morar com seu tio em virtude dos abusos de seu padrasto. Estes podem ter sido os fatores que mais lhe influenciaram, a infância turbulenta e um forte zelo religioso. Ele também era um forte admirador de Joseph Stalin.

11. Kim Jong Il

Como vocês podem ter imaginado, o pequeno garoto nesta foto é o ditador norte-coreano Kim Jong-Il. Ele se tornaria a pessoa responsável pela fome ocorrida em seu país bem como o correlacionado terrorismo estatal norte-coreano.

12. Ted Bundy

Muitos fatores podem levar a pessoa mais sã à loucura. O infame assassino serial Ted Bundy, foi responsável pela morte de 30 a 100 mulheres nos anos 70, além de tê-las estuprado. A identidade ocultada do seu pai biológico, a presença de um avô abusivo, e o amplo contato com pornografia foram os fatores que levaram esta criança a viver uma vida cheia de assassinato.





Voltar